Posts Tagged 'Arkham'

Análise 3D – Batman: Arkham City (Xbox 360)

Bom, esse é um daqueles jogos que curto. Heróis em um ambiente estilo sandbox, aonde você tem possibilidades. Citando apenas alguns jogos em estilo bem parecido, temos os antigos títulos do Spiderman, GTA e inFamous.

De cara já dá pra parabenizar a empresa pela embalagem. Adquiri a versão nacional e não me arrependi nem um pouco. Veio uma revista, os códigos do Robin e da Catwoman. A primeira coisa que faço para essas análises é procurar aonde que ligo essa opção. Fui surpreendido por haverem 3 opções de 3D: Desligado, anaglyph e estereoscópico.

Se parece confuso, nós tentaremos descomplicar. Anaglyph é o famoso 3D em que é necessário o uso de lentes de cores diferentes, como vermelho e verde, por exemplo. Este modo já estava disponível em Batman Arkham Asylum Game Of The Year Edition. O lado positivo é possibilitar que você experimente 3D sem gastar aos tubos. O lado negativo é que diferente da versão anterior, esta não veio acompanhada de óculos, ou seja, ou você possui o jogo anterior e reutiliza os óculos, ou então compra no dealextreme ou em qualquer outro lugar que os venda.

Estereoscópico é o 3D das TVs novas, aonde cada olho recebe uma imagem diferente, fazendo com que o cérebro interprete essas imagens te dando a sensação de profundidade.

De cara rolou uma diferença absurda do 3D apresentado pelo Gears Of War. Ao ativá-lo, a TV reconheceu automaticamente e já começou a exibir as imagens e o aviso para vestir os óculos. Pode parecer pouco, mas essa facilidade te poupa o árduo trabalho de habilitar no jogo, na TV, ligar os óculos e ver se está tudo ok. Ainda nos menus, pude perceber os cuidados da produção. O 3D era algo bem presente e bonito.

Entrando no jogo, esperava mais. O jogo é fantástico, os gráficos muito bonitos, mas o 3D mais uma vez não acrescentou nada à experiência. Quando eu digo nada é que esperava mais imersão. Na visão do detetive, esperava ver os itens em amarelo de uma forma mais interessante. O jogo foi bem produzido. É bem legal ver o jogo dessa forma e bem trabalhado, mas como eu disse, esperava mais. Acho que até o momento esse é o melhor jogo com o recurso, mas como eu vi tantas coisas legais nele, esperava ver algo além na experiência de curtir o jogo em 3D.

Resumindo, é um jogaço e o 3D está bem implementado, mas ainda senti falta de alguma coisa. Talvez esteja sendo deveras exigente, mas é o que tenho para dizer sobre.

Aproveitando, não poso falar sobre o anaglyph neste jogo, mas posso falar um pouco sobre ele no jogo anterior, o qual joguei no PS3. Foi uma experiência até legal, mas como as lentes são coloridas, interferem um pouco na experiência. Claro que a experiência é bem superior no uso do 3D estereoscópico, mas dá uma boa noção do como é o recurso.

Os jogos no meu pequeno acervo estão se esgotando. Para próximo título, escolhi o Dungeon Siege III de PS3. O pouco que vi achei legal. Continuamos aceitando sugestões de títulos, bem como as experiências de vocês mesmos.


Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 202 outros seguidores

Comentários

Ivan Carlos em Teste
Talvane em Teste
Raphael Aguiar em Teste
Renato Reish em Teste
Leonardo Passos em Teste
Leonardo Passos em Teste
Adriano Gorrasi em Teste
Luciano em Teste
Rodrigo Silveira em Teste
Papaidilda em Teste
ricardo em Logitech Driving Force GT
Ana em Patrulha Estelar (Star Bl…
Vitor em Comando do pessoal do blog no…
Karl Willy klumpp em Comando do pessoal do blog no…
anderson em Logitech Driving Force GT

Twitter – RSeiti

Twitter – Bruno Juliao